Daily Archives: 16 de Abril de 2014

Introduzindo Battletech

Olá a todos,

Com cerca de 19 livros dos quais falta ler uma trilogia pensei em fazer um post acerca desta saga após várias solicitações.

No entanto alterei o planeado para um post sobre este universo, isto porque o Battletech não se resume a uma enorme saga de livros contemplando a participação de vários escritores mas está interligado a Board Games, Card Games e video-jogos tradicionais, também existe uma série de animação baseada na saga.

Do que é que se trata?  Bom, segundo a Wikipedia  trata-se de Ficção Científica Distópica, a acção passa-se no Séc. XXXI numa altura em que a Humanidade cresceu e se expandiu por esse espaço fora colonizando vários mundos e sistemas solares criando uma nova sociedade tendo como seu centro administrativo a Terra. Com capacidade tecnológica para permitir tais viagens estelares, obviamente tendo em conta a natureza beligerante do Homem que também haveria de surgir uma qualquer inovação militar… e que inovação é essa? Nada mais nada menos que enormes robots pilotados com o poder de fogo de uma companhia de tanques de guerra.

 

BT

Existe uma série de eventos, uma complexa história e uma enorme mapa geopolítico que temos de ter quase sempre em mente para entendermos as implicações de certas acções e cenários.

3039map

– O mapa original da Inner Sphere. Onde o ponto central é o “nosso” planeta Terra.

Voltando às disparidade de itens relacionados com o Battletech  e após uma breve pesquisa online enquanto ia comparando a minha biblioteca e outros artigos que possuo, chego à rápida conclusão que falta-me muito material para completar a colecção apesar de ter diversos itens e livros.

Mechs

– Alguns dos meus Mechs personalizados ou a meio da pintura, tirei a foto com a caneta para dar um ideia da dimensão. São peças do jogo de tabuleiro Citytech 2nd Edition.

Aparentemente surgiu em 1984 como Wargame (jogo de tabuleiro) com um guião e livro de regras, sofreu algumas actualizações e em 1986 saiu o primeiro livro da saga  eventualmente com o intuito de contextualizar melhor os cenários do Jogo de Tabuleiro e o Video Jogo Mechwarrior lançado já na mudança de década.

IMG_0337

– Um dos meus livritos, uma edição especial contendo a Trilogia completa The Legend Of Jade Phoenix.

Em 1994 foi lançada uma mini-série de animação baseada numa parte da história interna da saga, a invasão dos Clans.

Em 1998 após o lançamento de uma segunda versão em FPS do jogo Mechwarrior, foi lançado um jogo RPG com o titulo de Mech Commander também baseado na invasão dos Clans, neste caso na tentativa de recuperar um planeta.

 

IMG_0338

– A capa do meu Mech Commander original comprado em 1999 o qual ainda não cheguei ao fim.

Fica aqui um cheirinho deste vasto universo, pelo meio do meu post estão alguns links com mais informações para os mais curiosos sendo que grande parte da informação está em inglês.

Um outro link interessante é o da BattleTechWiki onde se pode investigar melhor as timelines deste universo bem como biografias das personagens principais.

E para finalizar, será que foi alguma vez editado em português?!?

A resposta é, infelizmente sim. E reforço o infelizmente porque a EA escolheu para lançamento da saga em Portugal uma das trilogias temáticas, editaram em 1992 o 1º volume, depois dividiram o 2º em dois livros e não publicaram mais nada, assim quem adquiriu os três livros pensando que tinha a trilogia completa teve uma grande desilusão e foi forçado a procurar o 3º titulo em inglês, felizmente eu tenho todos em inglês e é essa a triologia que me falta ler nos livros que tenho graças à minha esposa que me conseguiu recentemente precisamente o 3º titulo 😀

 

-50% Só Para Si – Editorial Presença

E mesmo mesmo a calhar, descontos! O Gustavo também recebeu o email :))

aniversario-presenca-2014-50-desconto

Mónica & Gustavo

Opinião – Half Bad – Entre o Bem e o Mal – Sally Green

IMG_0288

Sinopse:

 Uma estreia literária surpreendente, plena de magia. Um livro que é um fenómeno internacional.
Na Inglaterra dos nossos dias, bruxos e humanos vivem aparentemente integrados. Na realidade, os bruxos têm a sua própria sociedade secreta, as suas regras e a sua guerra, que divide os Bruxos Brancos, considerados «bons», e os Bruxos Negros, odiados e perseguidos pelos Brancos. O herói, Nathan, é filho de uma Bruxa Branca e de um Bruxo Negro e, portanto, considerado perigoso. Nathan é constantemente vigiado pelo Conselho dos Bruxos Brancos desde que nasceu e aos 16 anos é encarcerado e treinado para matar. Mas Nathan sabe que tem de fugir antes de completar 17 anos e a sua determinação é inabalável.

Half Bad é o romance de estreia de Sally Green e o primeiro volume de uma nova trilogia do género fantástico aguardado por todo o mundo com grande expectativa.

A minha opinião:

Depois de tanto me “salivar” por ter o livro, lá me ofereceram. E já como esperava li de uma assentada. Segundo o meu Goodreads em menos de 48 horas, o que para mim, com a vida que levo é um grande feito.
É violento, é promissor, é de tirar uma pessoa do sério. É bom, mas tão bom que vou andar a bater com a cabeça na parede enquanto não vem o próximo. É uma Distopia diferente das que estou habituada a ler, dá-me sensações controversas.  Num Mundo onde cohabitam Humanos e Bruxas ,neste livro conhecemos o Meio Bruxo Branco, Meio Bruxo Negro Nathan que não pediu para ser assim, nem sequer pediu para nascer. Ao longo do livro vamos  conhecendo cada uma das particularidades deste Universo/Mundo Distópico criado pela Sally Green e ficamos envolvidos de tal maneira que não se consegue largar. Nathan tem que descobrir de que lado quer ficar, se do lado do “Bem” se do lado do Mal e para isso é privado da liberdade, tratado como uma “coisa”, tratado como um selvagem.  E ele só tem até aos 17 anos para saber se vai continuar vivo ou não.  Tiram-lhe a familia, os amigos, toda a sua vida como ele conhece. O Conselho de Bruxos teve-o sempre debaixo de olho e quer usá-lo como meio para atingir um fim, mas esse fim é fatal para alguém que o Nathan respeita. Pelo meio,  Nathan apaixona-se por uma Bruxa Branca pura,  e deparamo-nos com um cenário de violência extrema e romance adolescente.  A escrita da Sally Green é fluída, de fácil leitura e muito promissora. Escusado será dizer que recomendo, para quem gosta de um bom livro, para quem gosta de se envolver e se perder numa história única e incrivel.  Venham os próximos.

Obrigado mais uma vez Bruno e Jorge por me terem permitido esta leitura!

Mónica

Sorteio aos 200 gostos no Facebook – 3 Livrinhos + Surpresa

Olá a todos. Como prometido, revelamos então os livrinhos que vou sortear assim que chegar aos 200 gostos na nossa página do Facebook.

IMG_0323

Portanto temos para vos oferecer, da nossa biblioteca pessoal os livrinhos acima. Nunca os lemos, foram oferecidos, e agora oferecemos aos nossos leitores.

O que é que têm que fazer? Partilhar a nossa página do facebook para atingirmos os 200 gostos. 🙂 Simples não é? Após isso lançamos  então o sorteio onde poderão ganhar os 3 livros e ainda uma surpresa a revelar 🙂

Mónica & Gustavo

 

Algumas novidades de Abril

Olá 🙂 Trago-vos alguns dos livrinhos que nos puxaram o interesse e que vão sair agora em Abril 🙂

king

Edição/reimpressão:2014
Páginas:424
Editor:Bertrand Editora
ISBN:9789722527750

Sinopse:

Depois de seu confronto com o homem de preto no final de O Pistoleiro, Roland acorda e encontra três portas na praia do mar Ocidental. Todas elas o conduzem a Nova Iorque, mas em três momentos distintos no tempo. Através destas portas, Roland vai ao encontro das três personagens cruciais para a sua busca da Torre Negra.
Em 1987, ele encontra Eddie Dean, o Prisioneiro, um jovem viciado em heroína. Em 1964, conhece Odetta Holmes, a Senhora das Sombras, uma afro-americana, que perdeu as pernas num acidente de metro e ganhou uma segunda personalidade. E em 1977, encontra Jack Mort, um homem responsável por crueldades inimagináveis.
Será que Roland encontrou novos companheiros para a demanda? Ou terá ele desencadeado algo totalmente diferente?

Passada num mundo de circunstância extraordinárias, com um imaginário visual espantoso e personagens inesquecíveis, a série A Torre Negra é ímpar. A obra mais visionária de Stephen King é um misto mágico de fantasia e horror.

CRÍTICAS DE IMPRENSA
«King conseguiu um resultado espantoso; as suas personagens são frescas, a intriga muito bem delineada. Mágico.»
Daily Express

«Junte-se à demanda antes que seja tarde de mais.»
Independent on Sunday

 

O anjo negro

 

Edição/reimpressão:2014
Páginas:456
Editor:Porto Editora
ISBN:978-972-0-04635-2
Idioma: Português

Sinopse:

«A tua alegria está em arrasar coisas…
O que te alegra a alma é destruição e desolação.»

Thomas Cale anda a fugir da verdade. Desde que descobriu que o seu brutal treino militar tinha um objetivo – destruir o maior erro de Deus, a própria Humanidade – Cale é perseguido pelo mesmo homem que fez dele o Anjo da Morte: o papa Redentor Bosco.
Cale é um paradoxo: arrogante e inocente, generoso e desapiedado, temido e venerado por aqueles que o criaram, ele já deu inúmeras provas do seu enorme poder.
Mas agora Thomas Cale está fraco. A sua alma está a morrer. Enquanto as convulsões lhe percorrem o corpo, sabe que o julgamento final não esperará por um rapaz doente. À medida que o Dia do Juízo se aproxima, a vingança de Cale leva-o ao coração das trevas – o Santuário – onde confrontará a pessoa que mais odeia no mundo. Por fim, Cale terá de admitir que é a encarnação da Ira de Deus e decidir se se erguerá contra o Santuário dos Redentores ou se usará as suas capacidades únicas para destruir todas as coisas.
O destino da Humanidade depende da decisão de Cale.

 

Mónica