Entrevista a Madalena Silva e Opinião a “Renascida” – Chiado Editora

Boa tarde. Hoje trazemos a opinião ao livro “Renascida” e entrevista exclusiva à autora Madalena Silva.

ENTREVISTA:

10484794_721774737869308_3508377622644491050_n

 

Olá Madalena e desde já os nossos agradecimentos por ter aceite dar-nos esta pequena entrevista. Sabemos que tem tido uma vida agitada e que o seu livro está a torna-se um sucesso, pelo que gostariamos de saber um pouco mais sobre o livro e sobre si.

 

BibliotecaMil – Antes demais, fale-nos um pouco sobre si, quem é a Madalena?
MADALENA: Chamo-me Maria Madalena Silva, nasci numa aldeia perto de Mirandela, há 45 anos.
Desde cedo comecei a sentir que a aldeia não se identificava comigo, as mentes das pessoas, eram demasiado antiquadas e para a minha maneira de pensar e ser…sonhei desde cedo sair de la, procurar outra vida, outras mentes diferentes…dai que aos 18 anos, deixando a minha querida mãe lavada em lágrimas, dado que sou a mais nova de 3 irmãs, bati o pe e fui trabalhar para o Algarve, mas as saudades bateram tao forte que 1 ano depois regressei a casa dos meus pais.
Por la permaneci, cerca de mais 1 ano, mas novamente a vontade de ter uma vida diferente, levou-me a vir atrás de uma irmã a mais velha para Lisboa.
Onde permaneci ate hoje, há 25 anos.
Comecei a trabalhar aos 16 anos, fui fazendo de tudo na minha vida, e como só fiz o 6 ano em Mirandela, mais tarde tudo fiz para aos poucos fazer o 12 ano, fui tirando cursos, e trabalhando em diversas áreas.. sou muito lutadora, muito sensível, e o meu mal tem sido acreditar de mais na felicidade, nas pessoas…o meu passado levou-me a ser agora mais ponderada em muitas coisas na vida, continuando com os meus erros de ser humano.

BibliotecaMil – O que a levou a iniciar-se no Mundo da escrita?
MADALENA:  Escrevo desde miúda, desde que me lembro de ser gente…escrevia muitos poemas principalmente, e versos, a minha querida mãe pedia-me vezes sem conta para lhe ler…
Adorava teatro, escrevi ainda para actores, e realizadores para vir para Lisboa, para ser actriz.
Sonhava ser conhecida, pelo que mais amava fazer, que era escrever e representar…fui ainda figurante algum tempo…
Ate que o ano passado, após muita insistência da parte da minha melhor amiga, que é psicóloga, decidi dar o passo e escrever o tão sonhado livro…gostava de ter escrito algo que não fosse ter que ver com a minha vida, mas sabia que este tema, seria o passo para o sucesso, e como era ajudar pessoas, não hesitei.

BibliotecamMil – “Renascida” é uma história real, uma história de vida, da sua vida, quer falar-nos um pouco sobre isso?
MADALENA: RENASCIDA, é a minha historia real de vida, no qual conto a violência domestica que vivi durante mais de 10 anos, e a minha imensa luta pela libertação.
Com 1 filho para criar, acreditando no conto de fadas, no amor para sempre, fui sofrendo horrores que só quem lê o livro poderá descobrir quanto…
Fui vitima de maus tratos físicos e psicológicos, que me deixaram marcada para o resto da vida, no entanto lutadora como sou, continuo a sobreviver, a acreditar e a ter fe e esperança.

BibliotecaMil – Quais são os seus objectivos de agora em diante? Pensa em continuar a escrever?
MADALENA: Posso fazer mil coisas na minha vida, gostando mais de umas que outras…mas, após o sucesso de RENASCIDA, não tenho duvidas que voltarei a escrever, e vou tentar lançar já no próximo ano o segundo livro, que tenho a certeza que terá ainda mais sucesso.
Porque escrever,sobre historias reais, é mesmo a minha maior paixão, lamento não serem historias mais bonitas, mas esta e de fato a nossa realidade.

BibliotecaMil – Onde podemos adquirir o seu livro? Vai estar em algum evento brevemente? Como foi estar na Feira do Livro de Lisboa?
MADALENA:  Este é o link do meu livro, de tudo que fiz ate agora sobre ele. Lá encontram toda a informação de como e onde adquirir o meu livro assim como os eventos onde já estive e vou estar. O mais indicado e que aconselho e mesmo pedirem por mens. privada no meu Facebook e envio pelos correios para qualquer canto do mundo, autografado. Adorei estar na feira do livro, foi mais um momento lindo e único na minha vida.Espero estar no dia 5 de Julho num concerto do Tony Carreira em Odivelas, para lhe entregar pessoalmente o meu livro, dado saber que e defensor da violência domestica.Tenho outros convites, mas alguns recuso, porque não tenho sempre apoios e sozinha não tenho meios muitas vezes.

575390_626193110760805_442143540_n

Mais uma vez obrigado por aceitar o nosso convite.

Obrigado pela coragem, por não desistir e por poder ser uma inspiração para muitas mulheres portuguesas.

 

Opinião “Renascida”

9789895105106p

Edição/reimpressão: 2013
Páginas: 98
Editor: Chiado Editora
ISBN: 9789895105106

Sinopse:
Esta obra reflete acima de tudo até quximae ponto a maldade humana pode chegar. Até que ponto alguém vítima de violência doméstica pode amar e sofrer como se fossem ingredientes inseparáveis.
A autora conta-nos em linguagem simples o que tantas mulheres e homens passam na sua vida. Mais do que o sofrimento aqui espelhado é a história de sobrevivência e coragem de alguém que nunca desistiu.
Tu, desse lado, não desistas nunca!!! Pois dos desistentes não reza a história!

Opinião:

Ler esta obra foi um desafio. A temática da violência doméstica impressiona-me de tão real que é. De tão próxima que foi.Após ter entrevistado a Madalena Silva, a autora desta obra vivida por si (entrevista a ser publicada já a seguir), lancei-me ao livro.A obra mostrou ser aquilo a que se propõe, um registo pessoal em primeira pessoa daquilo que a Madalena viveu, as palavras escolhidas são as de uma mulher, mãe, autora, lutadora, cheias de emoção e simbolismo. Uma escrita simples, e de fácil leitura.

Neste livro a Madalena descreve como foi viver ao lado de um homem durante 12 anos, mas sem nunca na realidade ter verdadeiramente “vivido” mas sim sobrevivido.

Ao longo do livro vai crescendo uma indignação, um sentimento de puro desprezo por esse homem e uma aflicção por ver que no meio de tanta violência exista uma criança, exista um ser puro e inocente. E aquela pergunta que nos assola a mente, desde o inicio, que é “Porque é que não o largaste antes, porque é que passaste e te sujeitaste a isso tudo?”
Este é uma leitura quase obrigatória para todas as pessoas. Leiam por favor, e se em algum momento se identificarem com o que estão a ler, coloquem-se em alerta imediato. O flagelo da violência doméstica é cada vez maior e acaba cada vez mais vezes em tragédia.
Espero que este meu relato vos faça ter vontade de ler este livro, vos faça ter vontade de ler a história da Madalena e de como ela conseguiu superar este capitulo da sua vida. Porque se ela conseguiu, sob todas as adversidades, todos nós conseguimos. Basta termos fé e força de vontade.

Obrigado Madalena pela coragem e pela oportunidade de ler a sua obra e claro pela entrevista. Um grande Bem-haja!

Mónica & Gustavo Mil-Homens

Advertisements

Posted on 29 de Junho de 2014, in Divulgação, Entrevista, Geral, Reviews and tagged , . Bookmark the permalink. Deixe um comentário.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: