Opinião – Os Doze – Justin Cronin- Editorial Presença

Liv01220111_f

Coleção: Via Láctea
Nº na Coleção: 111
Data 1ª Edição: 03/09/2013
Nº de Edição: 1ª
ISBN: 978-972-23-5003-7
Nº de Páginas: 728

Sinopse:

Os Doze é a sequela de A Passagem, um bestseller internacional que nos dá a conhecer um mundo transformado num pesadelo infernal por uma experiência governamental que não correu como previsto. No presente, à medida que o apocalipse provocado pela mão humana se vai intensificando, três personagens tentam sobreviver no meio do caos. Lila, uma médica e futura mãe; Kittridge, que se viu obrigado a fugir do seu baluarte com poucos recursos; e April, uma adolescente que se esforça por manter em segurança o irmão mais novo num cenário de morte e destruição. Mas, embora ainda não o saibam, nenhum dos três foi completamente abandonado…

A uma distância de 100 anos do futuro, Amy e os outros sobreviventes continuam a lutar pela salvação da humanidade… sem se aperceberem de que as regras foram alteradas. O inimigo evoluiu, e surgiu uma nova ordem negra com uma perspetiva do futuro infinitamente mais terrífica do que a da própria extinção humana.

Prémios:
Goodreads Choice 2012

Opinião:

É sempre difícil opinar sobre algo que gostamos mesmo muito. É quase como obrigatório termos que arranjar uma forma de sermos imparciais quando quase não se consegue.

Mais uma vez, e após os primeiros Volumes desta Trilogia (A Passagem Volume I e A Passagem Volume II), deparamos-nos com a continuação de um épico, de nos tirar o fôlego, Thriller Distópico pós Apocalipse do Mundo como o conhecemos. Neste livro somos levados de novo ao “presente passado” onde a trama se começou a desenrolar com um rol de personagens determinantes para a história actual. Lila, a ex mulher de Wolgast, Grey um dos guardas do Zero que conseguiu escapar, Kittridge o último residente em Denver e April uma adolescente perdida no meio do Caos com o seu pequeno irmão. Somos conduzidos pelas personagens ao cenário real de como tudo se desenvolveu tão depressa, tão avassalador, tão destruidor e fatal. O leitor fica com a experiência quase completa dos acontecimentos , sentindo na pele, sofrendo com as personagens toda a confusão e caos pelo qual passam. Numa segunda fase do livro somos confrontados com a realidade actual do Mundo, 100 anos depois de sermos dizimados pelos Virais. O que descobrimos (junto com as personagens já conhecidas por nós, Peter, Lish,a nossa Amy a rapariga de nenhures) é que afinal a ameaça não vem apenas dos Virais mas sim dos que aprenderam a controlá-los, aqueles que partilham os mesmos “laços de sangue”. Literalmente. Pouco a pouco vamos sendo esclarecidos que tudo o que se passou há 100 anos atrás se reflete de uma forma quase macabra e irónica no Mundo actual e que a esperança de paz é pouco ou quase nenhuma.

A escrita de Justin é de muito fácil compreensão e a sucessão de acontecimentos é clara e simples. É um livro pautado por alguma violência (que enquanto lemos quase sentimos na pele), pelo que leitores mais sensíveis devem ter isso em atenção. Somos  impelidos a ler sem parar com sede de mais e mais e mais… e agora segundo o próprio autor só em 2015 é que teremos o desfecho desta maravilhosa História que termina sem dúvida com um Cliffhanger. Obviamente que não aconselho a leitura deste livro em isolado pois como em qualquer outra Trilogia/Saga, existe sempre uma continuação patente nos livros escritos.

Recomendo images

Sobre o autor:

Justin Cronin, nascido na Nova Inglaterra, Estados Unidos, concluiu a sua formação em Harvard e no Iowa’s Writer’s Workshop. Anteriormente, escreveu Mary and O’Neil, que recebeu o PEN/Hemingway Award e o Stephen Crane Prize, e The Summer Guest, entre outros títulos. A Passagem, livro que configura uma grande mudança de rumo na sua carreira de escritor, é o primeiro título de uma trilogia, que entrou diretamente para o terceiro lugar das tabelas de vendas do New York Times, e foi considerado um dos dez melhores romances do ano da sua publicação pela revista Time. A edição portuguesa deste título encontra-se publicada em dois volumes na coleção Via Láctea.

 

Para mais informações consulte o site da Editorial Presença aqui

Mónica Mil-Homens

Advertisements

Posted on 26 de Novembro de 2014, in Editora, Geral, Reviews and tagged . Bookmark the permalink. Deixe um comentário.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: