Daily Archives: 17 de Fevereiro de 2015

Opinião – O ESPIÃO PORTUGUÊS NUNO NEPOMUCENO – TopBooks

IMG_20150209_132818

É com muito entusiasmo que vos trago esta opinião hoje. Andava à tanto tempo a querer ler este livro, mas infelizmente nunca tinha podido adquirir o mesmo. É aqui que entra na BibliotecaMil este exemplar maravilhoso que o ENORME Nuno Nepomuceno nos ofertou, um exemplar dedicado e autografado! Os nossos enormes agradecimentos ao Nuno, é também de atitudes ,como a sua generosidade e simpatia que se mostram os grandes autores. Mas vamos então ao que interessa que é contar-vos o que achei do livro.

Sinopse:

E se toda a sua vida, tudo aquilo em que acredita, não passar de uma mentira?

O que faria?

Quando André Marques-Smith, o jovem director do Gabinete de Informação e Imprensa do Ministério dos Negócios Estrangeiros português é enviado à capital sueca, está longe de imaginar que aquele será um ponto de viragem na sua vida.

Ao serviço da Cadmo, a agência de espionagem semigovernamental para a qual secretamente trabalha, recupera a primeira parte de um grupo de documentos pertencentes a um cientista russo já falecido. Mas quando regressa a Portugal, tudo muda. Uma nova força obteve a segunda parte do projeto e, de uma forma violenta e aterrorizadora, resolveu mostrar ao mundo que está na corrida pelos estudos do cientista.

Por entre os cenários reais de cidades como Estocolmo, Roma, Viena, Londres e Lisboa, a luta pelo inovador projecto começa, os disfarces sucedem-se, as missões multiplicam-se. E, enquanto é forçado a lidar com os condicionalismos de uma vida dupla, André vê-se inesperadamente envolvido num mundo de mentiras e traições, o mesmo que o levará a fazer uma descoberta que poderá mudar toda a Humanidade.

Nuno Nepomuceno nasceu em 1978, nas Caldas da Rainha.

É licenciado em Matemática pela Universidade do Algarve e reside na região Oeste.

Em 2012, venceu o Prémio Literário Note com O Espião Português, o seu primeiro romance.

Lançará em breve o segundo volume da série Freelancer, também pela Topbooks.

Opinião:

Uma lufada de ar fresco nos livros com a temática da espionagem. Simplesmente maravilhoso. Foi assim que me senti logo nas primeiras páginas lidas. As minhas até então expectativas foram suplantadas por uma escrita rica em detalhes, uma história absolutamente frenética, cheia de emoção e suspense até ao fim. Somos envolvidos na dualidade de vida do André Marques-Smith, um respeitável membro do Ministério dos negócios estrangeiros, braço direito do Ministro e Espião de uma agência de espionagem internacional. Ora o que é que ambas as “profissões” têm em comum? O André.

Gostei praticamente de todo o desenvolvimento e caracterização dada às personagens. De relativamente fácil compreensão, conseguimos facilmente entender toda a trama e sentimos aquela vontade de ler sem interrupções de forma a conseguirmos chegar ao fim rapidamente e entendermos o rumo que a história nos está a dar. É daquelas narrativas “viciantes” que por mais que se leia, quer-se sempre saber mais. Por aqui, li em 4 dias porque tinha que dividir a leitura com o trabalho… senão tinha sido non-stop!

IMG_20150209_132924

Recheado de descrições ao pormenor de locais (glamour pela Europa toda), vestuário, sentimentos, conseguimos “entrar” directamente na história e por momentos sentimos na pele as dores, as alegrias, os pensamentos do André e restantes personagens. Gostei bastante de ser um livro adaptado a uma realidade portuguesa (as descrições das refeições em casa dos pais do André, por exemplo) e de nos fazer sentir familiares a culturas e costumes.

Não posso dizer que não gostei de algo em particular, mas fiquei um pouco apreensiva em relação à personagem Mariana… fiquei a pensar se ela irá ser personagem no próximo volume ou não, se o Nuno tem algum papel reservado para ela. Para todos os efeitos em todo o livro foi a parte que mais me confundiu foi a paixão do André por ela, que foi demasiado rápida e envolvente, um tanto ou quanto dramática demais. Mas fora esta questão, penso que foi de uma inteligência BRILHANTE a concepção das reviravoltas finais e deixam o leitor com uma vontade enorme de devorar o próximo volume.

Recomendo sem dúvida nenhuma, comprem, ofereçam, partilhem as obras dos nossos escritores, cuja qualidade é cada vez melhor e ao mesmo nível de grandes nomes da literatura internacional. Nuno obrigado por esta obra e continua, tens um enorme talento, associado a seres um enorme ser Humano. Vejo o André de novo em Abril?

images

Mónica Mil-Homens

As 50 Sombras de Grey o Filme – Opinião

IMG_20150217_173937

Boa tarde a todos. Após uma semana de muito trabalho finalmente conseguimos vir aqui dar o ar da nossa graça sobre o tão “falado” filme, a adaptação ao cinema do 1º volume da Trilogia de “As 50 Sombras de Grey” de EL James.

Fomos ver o filme no dia da estreia em Portugal, mas quase que me senti mal (eu, Mónica) por ir ver algo que queria ir ver desde que foi anunciado, mas que a sociedade que me rodeia dizia que era para e passo a citar alguém que li “gajas ressabiadas e rebarbadas, que nunca fizeram sexo na vida” (sendo que esta parte era com a F Word). Ora bem , desculpem lá mas fui ver na mesma com o Gustavo e no que nos compete a ambos, somos muito bem resolvidos nessa área. Mesmo MUITO bem resolvidos.

E olhem, sabiam que até gostámos bastante? Não sei que raios se passa ou passou na cabeça das pessoas para pensarem que iam ver na integra o que está escrito no livro. Nomeadamente as partes mais “hardcore” ou mais “chocantes”. É um filme minha gente, um filme para ENTRETER. NÃO É PORNOGRAFIA. Não se propunha a ser uma masterpiece, um filme épico, nada disso. Era e é basicamente um filme para entreter, e com o público alvo muito preciso: Quem leu os livros e gostou. Ponto. Ninguém foi obrigado a ir ver com uma arma apontada à cabeça, quem foi, foi de livre e expontanea vontade, portanto porquê esta polémica toda à volta de…um filme?

Pontos altos que ambos gostámos, a banda sonora a acompanhar algumas das cenas mais íntimas. É um facto que a expectativa das pessoas era altíssima nas cenas íntimas/picantes e que os actores não demonstraram fazer jus aos livros e ao nosso imaginário, MAS ninguém tem o pensamento igual a ninguém e para nós, o que vimos foi mais que suficiente.  O filme está muito fiel ao livro (com as omissões necessárias/escolhidas), mas tal como nos Hunger Games, preferimos os livros aos filmes.

Pontos Baixos, infelizmente achamos que de facto o actor masculino foi mal escolhido e de Grey tem muito pouco (o que só por si só, quebra as cenas mais românticas/intimas que temos no nosso imaginário quando lemos os livros). A Actriz, sim, é uma Anastácia quase fiel, e dizemos quase porque a Anastácia dos livros era bem mais senhora do seu nariz.

Muito se falou e fala em BDSM. Antes de falarem sobre algo que desconhecem, leiam, informem-se, não denigram, não especulem. Uma pessoa informada e instruída tem opiniões válidas e que facilmente se aceitam. Quem critica só porque sim… well… vale o que vale. Mesmo nos livros, o BDSM praticado é ligeiro e softcore, portanto no filme, teria que ser comedido e adequado ao rating do mesmo. Também quero frisar (e desculpem mas aqui vamos falar com conhecimento de causa), não existe violação nem violência doméstica nos livros nem no filme. Sexo CONSENSUAL entre adultos não é violação. Seja na posição de missionário de luz apagada e vestidos, seja amarrados à cama e vendados… Esta é a nossa opinião, como casal, e é a nossa posição sobre essa questão que veio à baila com o lançamento do filme.

Se recomendamos que se vá ver o filme? Só se forem de cabeça limpa de opiniões,preconceitos e dogmas. Vejam o filme se gostaram dos livros e perceberam os mesmos e toda a sua história. São romances eróticos sensuais com apontamentos de BDSM. É o que o filme é, é o que irão ver. Entretém, e foi um bocadinho bem passado.

Para terminar, para opinarmos sobre algo, principalmente na área da cultura e entretenimento, não precisamos de ofender ninguém. A inteligência de uma boa critica é aquela em que se critica a obra em si, mas nunca o público que a consome.

1911799_988709034489526_2410533513102075795_n

Mónica & Gustavo