As 50 Sombras de Grey o Filme – Opinião

IMG_20150217_173937

Boa tarde a todos. Após uma semana de muito trabalho finalmente conseguimos vir aqui dar o ar da nossa graça sobre o tão “falado” filme, a adaptação ao cinema do 1º volume da Trilogia de “As 50 Sombras de Grey” de EL James.

Fomos ver o filme no dia da estreia em Portugal, mas quase que me senti mal (eu, Mónica) por ir ver algo que queria ir ver desde que foi anunciado, mas que a sociedade que me rodeia dizia que era para e passo a citar alguém que li “gajas ressabiadas e rebarbadas, que nunca fizeram sexo na vida” (sendo que esta parte era com a F Word). Ora bem , desculpem lá mas fui ver na mesma com o Gustavo e no que nos compete a ambos, somos muito bem resolvidos nessa área. Mesmo MUITO bem resolvidos.

E olhem, sabiam que até gostámos bastante? Não sei que raios se passa ou passou na cabeça das pessoas para pensarem que iam ver na integra o que está escrito no livro. Nomeadamente as partes mais “hardcore” ou mais “chocantes”. É um filme minha gente, um filme para ENTRETER. NÃO É PORNOGRAFIA. Não se propunha a ser uma masterpiece, um filme épico, nada disso. Era e é basicamente um filme para entreter, e com o público alvo muito preciso: Quem leu os livros e gostou. Ponto. Ninguém foi obrigado a ir ver com uma arma apontada à cabeça, quem foi, foi de livre e expontanea vontade, portanto porquê esta polémica toda à volta de…um filme?

Pontos altos que ambos gostámos, a banda sonora a acompanhar algumas das cenas mais íntimas. É um facto que a expectativa das pessoas era altíssima nas cenas íntimas/picantes e que os actores não demonstraram fazer jus aos livros e ao nosso imaginário, MAS ninguém tem o pensamento igual a ninguém e para nós, o que vimos foi mais que suficiente.  O filme está muito fiel ao livro (com as omissões necessárias/escolhidas), mas tal como nos Hunger Games, preferimos os livros aos filmes.

Pontos Baixos, infelizmente achamos que de facto o actor masculino foi mal escolhido e de Grey tem muito pouco (o que só por si só, quebra as cenas mais românticas/intimas que temos no nosso imaginário quando lemos os livros). A Actriz, sim, é uma Anastácia quase fiel, e dizemos quase porque a Anastácia dos livros era bem mais senhora do seu nariz.

Muito se falou e fala em BDSM. Antes de falarem sobre algo que desconhecem, leiam, informem-se, não denigram, não especulem. Uma pessoa informada e instruída tem opiniões válidas e que facilmente se aceitam. Quem critica só porque sim… well… vale o que vale. Mesmo nos livros, o BDSM praticado é ligeiro e softcore, portanto no filme, teria que ser comedido e adequado ao rating do mesmo. Também quero frisar (e desculpem mas aqui vamos falar com conhecimento de causa), não existe violação nem violência doméstica nos livros nem no filme. Sexo CONSENSUAL entre adultos não é violação. Seja na posição de missionário de luz apagada e vestidos, seja amarrados à cama e vendados… Esta é a nossa opinião, como casal, e é a nossa posição sobre essa questão que veio à baila com o lançamento do filme.

Se recomendamos que se vá ver o filme? Só se forem de cabeça limpa de opiniões,preconceitos e dogmas. Vejam o filme se gostaram dos livros e perceberam os mesmos e toda a sua história. São romances eróticos sensuais com apontamentos de BDSM. É o que o filme é, é o que irão ver. Entretém, e foi um bocadinho bem passado.

Para terminar, para opinarmos sobre algo, principalmente na área da cultura e entretenimento, não precisamos de ofender ninguém. A inteligência de uma boa critica é aquela em que se critica a obra em si, mas nunca o público que a consome.

1911799_988709034489526_2410533513102075795_n

Mónica & Gustavo

Anúncios

Posted on 17 de Fevereiro de 2015, in Geral, Reviews. Bookmark the permalink. 4 comentários.

  1. eu não li nem vi o filme!
    e que raio estou eu aqui a fazer? Pois bem, cada qual com a sua opinião e ideia sobre o assunto, quanto ao livro, que não li, fiquei com duas ideias, que está bem escrito e que está catalogado como pornografia para donas de casa, não que tenha algum mal. Na escrita permite-se flutuar e ir para além do que o autor deixou nas palavras, depois é tudo uma questão de gostar ou não da matéria.
    talvez por ao longo dos anos ter lido várias coisas sobre erotismo o livro não me chamou nem me chama a atenção.
    o filme, bem, é feito nos Estados Unidos, segundo as regras daquele país, honestamente, se fosse produção europeia de facto o filme teria interesse.
    quanto ao alarido sobre o filme, como tudo, existe cada um com a sua ideia, e sobre o que é sexualidade, liberdade e afins.
    o BDSM ou sexo sem baunilha tem muito que se diga ou escreva, existe uma enormidade de gostos desde os que se deixam dominar aos que dominam.
    na história toca-se naquilo que é o clássico: menina pobre, ingénua e virgem, conhece senhor rico experiente que vai leva-la à paixão é à submissão, é o clássico no mundo da submissão, a menina que se submete ao amante sem contestar… depois se é com palmada [consentida] ou não isso depende de cada um, seria giro ver uma história onde o submisso é o senhor rico e a dominadora a pobre, mas claro que essa formula iria chocar a sociedade conservadora que continua a ver a mulher como a dominada [e que voluntariamente aceita ser dominada].
    o filme tem o impacto que tem, pela publicidade que tem sido feita por um lado, por outro a possibilidade de ir ver um filme com a possibilidade de ver umas pessoas nuas sem se ser olhado como tarado/tarada e por fim, tipicamente português, é mais fácil de ver o filme do que ler o livro, no dia que fizerem a mesma publicidade a este filme como para o filme dos Maias toda gente passa a conhecer a história do Carlos e de Maria, que se lermos com atenção até tem umas passagens… bem, a nossa criatividade consegue imaginar o que eles estariam a fazer 🙂
    Boas leituras

  2. Eu não sei se tu tens ideia ou conceito do impacto que um filme deste (50 sombras de Grey) tem sobre as pessoas, até posso imaginar que seja entretenimento ou algo consensual entre duas pessoas mas há uma palavra chamada “privacidade” para isso… agora quando se levam coisa dessas para o grande ecrã e com um público de pessoas conscientes e outras facilmente influenciáveis as consequências falam por si. Eu não sei nada sobre você dona desta página mas não gostaria de um dia te ouvir a dizer que no futuro queres uma sociedade civilizada e com moral e bom senso, espero eu que nunca digas isso porque para alguém que gosta de filmes com este conteúdo e mensagens não é apologista de uma sociedade sã e moralmente casta onde se faz sentir O RESPEITO e a privacidade.

    Entenda uma coisa as pessoas podem dar-se ao luxo de fazer o que bem entenderem mas não devem ensinar coisas como sadomasoquismo e fazer as pessoas crerem que é uma forma de entretenimento e cultura, isso é falta de juízo e bom senso E MAIS ALGUMA COISA… e você e Eu sabemos que da forma que a actriz no filme foi explorada e usada, tem gente que na vida real diante da namorada ou mulher é capaz de levar isso para a realidade. Você concorda que lugar da mulher é na cozinha? acho que não!!! então porquê que és a favor de entretenimento que explora usa e abusa das mulheres como forma de arte ou passatempo? amanhã que os homens forem grosseiros ou egoístas com as mulheres vais querer criticar mesmo sabendo que apoias representações que colocam a mulher num grau inferior fazendo os homens sentirem que realmente tem direito de pisar nas mulheres.

    se és do tipo de pessoa que consegue olhar para alguma coisa e ver o lado positivo então lembre-se que nem todos são tão bons como tu e podem ser facilmente influenciados negativamente por representações do género. Mas que futuro uma sociedade espera ter com filmes deste género que mais tarde chegam até ao consumo dos adolescentes que precisam aprender lições de Moral e valor? é assim que eles já começam a crescer com uma visão distorcida e as vezes são adolescentes de famílias disfuncionais onde o pai não sabe ou não acompanha a educação dos filhos. Amanhã com ideias e imagens dessas na cabeça ele trata a pessoa que diz amar da forma que ele acha conveniente e isso é mau.

    Já basta os homens que batem na mulher e dizem no dia seguinte “Eu te Amo” Eu pergunto que tipo de Amor é esse? agora temos que sair de casa para ir assistir como tornar uma mulher submissa? que grande lição!!!! e ainda por cima as mulheres adoraram as lições de como nós homens podemos explorá-las, isso até me dá graça. que evolução estamos a ter!!!! Que maravilha!!! por isso é que vocês mulheres tem as dificuldades que têm diante dos homens… vocês permitem e gostam de ser exploradas e se a ideia é essa, minha querida no futuro vou preferir não me dar ao trabalho de vir aqui vos defender … pense bem no que você diz e no significado das palavras arte, valor, entretenimento, cultura, moral, civismo e respeito…. será que não se pode fazer ou representar nenhuma delas sem explorar Ninguém? pense no significado de cada uma delas e tenha um bom dia

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: