Opinião – Half Wild – Entre o Humano e o Selvagem -Sally Green – Editorial Presença

01220124_Half_Wild

Logo_2_web

Half Wild – Entre o Humano e o Selvagem
Sally Green
Título Original: Half Wild – The Half life Trilogy
Tradução: Catarina Gândara
Páginas: 336
Coleção: Via Láctea Nº 124
ISBN: 978-972-23-5618-3

Sinopse:
Nathan consegue finalmente escapar do cativeiro. Depois de encontrar o seu pai e de este lhe oferecer um dom poderosíssimo, completando assim os três dons que o confirmam como bruxo adulto, o jovem sabe, contudo, que ainda não se encontra a salvo e que tem de continuar a fugir. Porque de um lado estão os Bruxos Negros que o odeiam e do outro, os Bruxos Brancos que desejam a sua captura. No meio deste conflito, Nathan tem de conseguir encontrar o seu amigo Gabriel e resgatar Annalise, a jovem que ama e que está prisioneira do temível bruxo negro, Mercury. Mas para ser bem-sucedido, Nathan sabe que terá de aprender a controlar o seu próprio poder…

Half Wild é a continuação do livro Half Bad ̶ Entre o Bem e o Mal, aclamado internacionalmente pela crítica e pelo público.

Sally Green vive no Noroeste de Inglaterra. Em 2010 começou a escrever livros e desde aí nunca mais parou. Cria aves domésticas, faz deliciosas compotas, tem uma imaginação prodigiosa, gosta de ler, passear pelo campo, mesmo nos dias de chuva, e adora café. O seu livro anterior, Half Bad ̶ Entre o Bem e o Mal, entrou para o Guiness World Records como o livro de estreia com o maior número de direitos vendidos a nível mundial, tendo sido traduzido em cerca de 50 países. Em 2015 foi premiado com o Waterstones Children’s Book Prize na categoria de Melhor livro de ficção juvenil. Os direitos cinematográficos foram adquiridos pela Fox 2000.

Opinião:

Foi com muita expectativa que recebi este exemplar para ler. Muita mesmo. “Half Bad” o 1º volume desta Trilogia (Opinião aqui ) foi daqueles livros que li em 48 horas ou menos (nem sei bem, foi daquelas leituras quase non-stop nem para comer). Com Half Wild, bem que quis mas o tempo não permitiu. Bom mas começando pelo inicio, como já tinha lido o primeiro livro há 1 ano e tal confesso que quando comecei a ler Half Wild me senti um pouco “aos papeis”. Pronto, a minha memória anda meio frouxa e tive que ir espreitar o Half Bad para contextualizar a narrativa actual. Não estou a dizer que o mesmo possa acontecer com vocês, mas comigo foi assim, visto que a história continua mais ou menos onde acabou o primeiro volume. Ora bem, cabeça no sitio, e já com as recordações bem vivas, reconheço um Nathan mais maduro mas completamente inseguro em relação aos seus dons, concedidos pelo seu pai, Marcus, o pior Bruxo Negro de todos os Tempos.
Nathan encontra-se abandonado à sua sorte, perdido e desesperado por salvar a rapariga Bruxa Branca que ama , Annalise, aprisionada pela poderosa Mercury. Mas o seu coração jovem divide-se e não saber de Gabriel , o seu melhor amigo (colorido), confidente e companheiro de constante fuga ao Conselho de Bruxos deixa-o sem saber como lidar com o que se passa com ele, com o seu derradeiro Dom, com a Besta que coexiste consigo. Paralelamente uma guerra violenta, brutal aproxima-se e o nosso protagonista tem que tomar decisões que irão mudar toda a sua vida e a dos que o rodeiam. Mas será que ele consegue? É um livro fantástico, somos novamente transportados para um universo delicioso, com personagens ricas em detalhes e interesse, com descrições maravilhosas, com uma vertente romântica muito corajosa por parte da autora (e com a qual fiquei extremamente agradada) e sem dúvida foi novamente dos melhores livros que li do género, ansiando pelo terceiro volume, que sairá em 2016. Até porque o final de Half Wild, caros leitores, é de nos deixar com a respiração em suspenso e com vontade de trepar paredes até chegar o próximo!

Recomendo a leitura vivamente!

Emirates-Airline-estrelas

 

Para mais informações consultar o website da Editorial Presença aqui. Obrigado pela oportunidade!

Mónica Mil-Homens

Advertisements

Posted on 13 de Setembro de 2015, in Geral, Reviews and tagged . Bookmark the permalink. Deixe um comentário.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: