Opinião – Estação Onze de Emily Mandel – Editorial Presença

01220125_Estacao_Onze

Logo_2_web

Título Original: Station Eleven
Tradução: Rita Figueiredo
Páginas: 336
Coleção: Via Láctea Nº 125

Sinopse:
Estação Onze conta-nos a cativante história de um grupo de pessoas que arriscam tudo em nome da arte e da sociedade humana após um acontecimento que abalou o mundo. Kirsten Raymonde nunca esqueceu a noite em que teve início uma pandemia de gripe que veio a destruir, quase por completo, a humanidade. Vinte anos depois, Kirsten é uma atriz de uma pequena trupe que se desloca por entre as comunidades dispersas de sobreviventes. No entanto, tudo irá mudar quando a trupe chega a St. Deborah by the Water. Um romance repleto de suspense e emoção que nos confronta com os estranhos acasos do destino que ligam os seus personagens.

Opinião:

Sabemos que um livro é bom, que te desperta sensações e que te entusiasma quando o lês em 48 horas ou menos. Foi este o caso. Como sabem sou fã de Distopias pós- apocalípticas/ fim do Mundo do mais distorcido que houver e esta caros leitores é fabulosa.

Misturando apontamentos de arte, cultura e de sobrevivência, assistimos paralelamente à história do antes e do depois do Mundo acabar como o conhecemos e como as personagens do antes, do agora e do depois se interligam e completam.  É fascinante como toda a história se desenrola de forma original e assente na ingenuidade do próprio ser humano como o conhecemos, mas também na capacidade de adaptação a cenários adversos e sobrevivência extrema.

Basicamente, o Mundo vivia em tranquilidade aparente, com os seus problemas do costume, onde as personagens principais de debatiam com as questões do dia-a-dia (O actor famoso que morre dias antes da Gripe matar toda a gente, o jornalista que queria ser paramédico e discutia com a namorada e a pequena actriz que só queria atenção) e de repente uma estirpe de gripe altamente mortal aparece e dizima quase toda a população Mundial de forma silenciosa e sorrateira. Quem sobrevive (e se vai lembrar do Mundo de antes) tem que se adaptar a viver sem electricidade, sem antibióticos, sem casa, sem comida, sem internet (fala-se muito do estar sem internet ao longo do livro e como era fascinante à geração depois) e passar às gerações futuras, fruto dos mais fortes o que o Mundo havia sido.

Ao longo da Narrativa vamos acompanhado algumas personagens no seu antes e depois da Gripe e vinte anos depois, a pequena actriz mencionada acima (tinha apenas 8 anos quando o Mundo acabou)  faz parte integrante da Sinfonia Itinerante, grupo musical/actuação/cultural que se dedica a viajar pela América fora a espalhar alegria e conforto nos corações dos sobreviventes, assim como permitir que a cultura de outrora permaneça viva neste novo Mundo. Mas tudo muda quando passam numa cidade, onde existe alguém, alguém do passado que não suportou o que aconteceu e moldou os acontecimentos de forma a terem parecido “divinos”. Um Profeta diz ele. Todas as personagens do antes se interligam e é maravilhoso o desenrolar e desvendar dos mistérios que as unem.

A certa altura, num capítulo especifico, numa conversa entre duas personagens, uma obra de literatura é mencionada e automaticamente identifiquei qual era… e foi com tanta alegria que vi um dos livros que mais amei (neste caso uma trilogia ainda por acabar) era mencionado aqui e com toda a razão de ser, devido à similaridade de acontecimentos. Têm que chegar aos “Agradecimentos” no final do livro para saberem a que me refiro 🙂

O Título “Estação Onze”, deve-se a parte da arte que encontramos nesta obra, por parte de uma das personagens e leiam com atenção, com carinho, o porquê de tudo estar ligado, a subtileza, as analogias.  É tão genial esta forma de escrita que acho que nem consigo transcrever a emoção que senti ao ler.

Não conhecia a autora, mas fiquei fã. Escreve bem, de forma clara e directa, e criou um romance distópico que dificilmente me irei esquecer durante anos… porque ficamos agarrados aqueles pedacinhos de gente, de sobrevivência e de amor ao próximo que encontramos.

Dei 5 estrelas no Goodreads, porque não posso dar mais. Excelente aposta da Editorial Presença!

images

Para mais informações consultar o website da Editorial Presença

Anúncios

Posted on 22 de Setembro de 2015, in Editora, Geral, Reviews and tagged . Bookmark the permalink. 1 Comentário.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: