Opinião – Os últimos na Terra – Robert C. O’Brien – Editorial Presença

01220127_Ultimos_Na_Terra_201510051738

Título Original: Z for Zachariah
Tradução: Paulo Emílio Pires
Páginas: 168
Coleção: Via Láctea Nº 127
ISBN: 978-972-23-5719-7
Data de Publicação: 7 Outubro 2015

FILME ESTREOU EM PORTUGAL
A 22 DE OUTUBRO

O FILME:

Trailer da adaptação cinematográfica:

Elenco: Margot Robbie (O Lobo de Wall Street), Chiwetel Ejiofor (12 Anos Escravo) e Chris Pine (Star Trek into Darkness)

O LIVRO:
3.7 estrelas na Amazon.com
3.6 estrelas no Goodreads

Direitos do livro vendidos para: Estados Unidos, Reino Unido Taiwan, China, Holanda, Japão, Coreia, Polónia,Tailândia e Itália.

Ann Burden tem apenas dezasseis anos e está completamente sozinha. O mundo como o conheceu já não existe, devastado por uma guerra nuclear que lhe levou todos aqueles que amava. Durante o último ano viveu num vale remoto, sem qualquer sinal de outros sobreviventes. Mas o fumo de uma fogueira distante quebra a solidão de Ann. Mais alguém sobreviveu e segue em direção ao vale. Quem será aquele homem? Quais serão as suas intenções? Poderá Ann confiar nele? Expectante e apavorada, Ann rapidamente compreende que podem existir coisas mais aterradoras do que ser a última pessoa na Terra.

Biografia: Robert C. O’Brien (1918-1973) nasceu em Brooklyn, Nova Iorque. Frequentou o Williams College e licenciou-se na Universidade de Rochester. Foi editor e escritor das revistas Newsweek, Pathfinder e National Geographic.É o autor dos livros juvenis The Silver Crown, A Report From Group 17 e Mrs. Frisby and the Rats of NIMH com o qual ganhou o prémio Newbery.Os Últimos na Terra, o seu último livro, ainda não estava concluído no momento da sua morte em 1973. Os capítulos finais foram escritos pela mulher e uma das filhas a partir das notas que o autor deixou, tendo sido publicado postumamente.Foi traduzido para mais de uma dezena de países e conta com uma adaptação ao cinema.

Opinião:

Este é daqueles livros que é para começar a ler e acabar no mesmo dia e assim foi (em apenas umas horas). É se tal forma interessante, empolgante e desafiante que nos deixa de água na boca para lermos. Num Mundo (ai como eu gosto disto!) devastado cuja população foi quase toda dizimada por uma terrível Guerra nuclear, Ann sente-se a única pessoa ainda viva e aprendeu a sobreviver com o (pouco) que a terra não contaminada ainda lhe dá. Mas tudo muda quando alguém aparece, alguém ao fim de tanto tempo sozinha. Somos quase impelidos a perceber se será a salvação de Ann ou se poderá ser a sua perdição. Numa reviravolta fantástica, um hino à sobrevivência do mais forte,  ficamos tocados e comovidos em como sobreviver se torna tão fácil mas ao mesmo tempo tão complexo. E o quanto devemos confiar sempre nos nossos instintos. Quando a morte está tão presente num livro é normal que nos emocionemos e que sejamos mais susceptíveis a sentir aquilo que estamos a ler.

Com uma escrita simples, uma narrativa corrida e de fácil interpretação, fiquei rendida a mais esta história sobre aquilo que um dia nos poderá vir a acontecer enquanto humanidade.

Infelizmente, após ler o livro fui com muita curiosidade ver se o filme valia a pena e não, não vale. Não tem nada a ver com o que li e isso desanimou-me muito 😦

transferir

Para mais informações consultar o website da Editorial Presença aqui, à qual agradeço mais uma vez a oportunidade desta leitura.

Anúncios

Posted on 28 de Dezembro de 2015, in Editora, Geral, Reviews and tagged . Bookmark the permalink. Deixe um comentário.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: