Monthly Archives: Maio 2016

Opinião – O Filho Dourado – Alvorada Vermelha 2 – Pierce Brown

01220131_Filho_Dourado

Título Original: Golden Son

Sinopse:

Nascido Vermelho, Darrow trabalhava nas minas de Marte, suportando a dureza do trabalho enquanto sonhava com um mundo mais justo, uma sociedade livre da intriga e dos jogos de poder. Os Dourados, que escravizam e oprimem os restantes, só podem ser derrotados por uma rebelião das castas. Mas para que tal aconteça foi necessário que Darrow se tornasse num Dourado e, uma vez infiltrado, promovesse a revolta. Neste tão esperado segundo volume da trilogia Alvorada Vermelha, Darrow, agora um Dourado, vê-se confrontado com novos desafios. O seu sucesso atrai inimigos terríveis que usam a intriga e a política como arma. Porém, Darrow está determinado a defender o amor e a justiça, ideais seguidos por Eo, apesar de se saber rodeado por adversários sem escrúpulos que pretendem eliminá-lo.

Opinião:

O livro já foi lido à algum tempo. Mas o sentimento de coração cheio e emoções à flor da pele continua.
Se achei Alvorada Vermelha do melhor que já li até hoje, este segundo volume da Trilogia ultrapassou tudo. Não há como descrever em palavras um livro que te faz rir, chorar, sentir frio na barriga, sentir impotente, amar e odiar tudo na mesma proporção.

Neste volume continuamos a seguir a história de Darrow, um jovem Vermelho que nasceu numa sociedade injusta, cruel e dominada pelos “Dourados”. Com ele, sempre fieis (será?) os amigos que fez ao longo de todas as suas aventuras enquanto “Dourado” e através de voltas e reviravoltas, somos conduzidos ao inicio da revolução das castas, a favor de uma Sociedade livre e justa.

É uma obra violenta, sem poupar a detalhes, tem autênticas cenas de batalhas bélicas com apontamos Scifi brutais (é um livro Scifi sem dúvida) e claro a continuação de uma história de amor e desgosto, de ódio e reconciliação.

Para mim, a personagem que mais mexe comigo é o Sevro. Sou completamente fanática por aquele duende ranhoso, sem um olho e que não diz nada sem um palavrão. Ele e o seu grupo de uivadores fazem da experiência de leitura uma avalanche de emoções e do mais bem construido que vi nos ultimos tempos.

Estou muito expectante pelo terceiro e último volume (já editado internacionalmente) e pela adaptação a filme desta aventura como há muito não se via. Os títulos que ganhou no Goodreads e afins são mais que merecidos e não consigo dar 5 estrelas porque o sentimento são de ziliões de estrelas. Gostei, gosto e vou ficar para sempre com estas personagens na mente e no coração!

Mónica Mil-Homens

Resultado [Passatempo Literatura Infantil] – Clara, a menina das cores de Hélder Reis – Chiado Editora

Boa tarde a todos! Com 172 participações o vencedor deste nosso passatempo dedicado aos mais pequenos é:

clara

108 – Margarida Maria Ribeiro Serrano

Muitos Parabéns! Em breve receberá o seu exemplar em casa!