Daily Archives: 23 de Agosto de 2022

Opinião/Review – No Escuro/In The Dark – Cara Hunter – Porto Editora

ISBN 978-972-0-03236-2
Editor: Porto Editora
Idioma: Português
Páginas: 368
Temática: Livros em Português > Literatura > Policial e Thriller

SINOPSE
Uma mulher e uma criança são encontradas fechadas numa cave, em risco de vida.

Ninguém sabe quem são – a mulher não consegue falar e nenhuma descrição de pessoas desaparecidas corresponde aos perfis das vítimas. O proprietário da casa, velho e muito confuso, jura que nunca as viu.
À medida que a polícia desespera por pistas, o detetive Adam Fawley recorda-se de um caso antigo, nunca resolvido, que também envolveu uma criança e uma mulher desaparecida. Curiosamente, tudo se passou numa tranquila rua de Oxford. E os moradores estão em choque: como pode tal ter acontecido debaixo dos seus narizes? Mas Fawley sabe que nada é impossível. E ninguém é tão inocente como parece.

Da autora bestseller Cara Hunter, um romance profundamente inquietante que nos acelera o coração à medida que se revelam segredos há muito enterrados. Afinal, os piores monstros são os que se escondem à vista de todos.

Opinião em Português

“No Escuro”. Só o próprio título já avizinha algo tenebroso e sombrio. Neste segundo livro da série Adam Fawley somos completamente absorvidos por uma história que podia ser tida como real em qualquer parte do Mundo, na casa do lado, dentro da nossa vida.
Uma jovem e um bebe são encontrados enclausurados numa cave de uma casa em Oxford de um idoso com graves problemas de saúde mental após a casa do lado entrar em remodelações, e a policia de Thames Valley é chamada para a ocorrência. Adam Fawley e a sua equipa tentam a todo o custo compreender como é possível ter acontecido uma atrocidade tão macabra como um velho senil trancar, violar e engravidar uma jovem rapariga em condições deploráveis e desumanas sem que ninguém tivesse dado conta incluindo o assistente social que o seguia e visitava a casa. Após largas investigações e interrogatórios infrutíferos ao idoso dono da casa, que nega tudo veementemente, a jovem rapariga traumatizada mal fala e a pobre criança está profundamente alheada e carente. Alex, esposa de Adam ganha uma afinidade enorme pela criança e isso trás algum atrito ao relacionamento dos mesmos.
No meio destes acontecimentos, Adam recorda- se que foi ali bem perto que há cerca de dois anos desapareceu sem deixar rasto uma jovem mãe, Hannah Gardiner, deixando o seu filho pequeno abandonado e posteriormente encontrado em estado de choque. O caso nunca foi resolvido, Hannah foi sempre dada como desaparecida pelo seu esposo e familiares, até que o corpo da mesma é encontrado na casa do mesmo idoso que raptou a jovem e a manteve em cativeiro, posteriormente nascendo um bebe.
Com estes elementos e sem dar spoiler, posso-vos garantir que tudo o que parece não é e que Adam Fawley tem sempre razão ao não acreditar em coincidências. Também vamos assistir a algumas situações de desenvolvimento pessoal das personagens principais das tramas desta série que vão mudar o rumo de diversos acontecimentos e quiçá por em causa todas as investigações em curso.
Eu pura e simplesmente AMEI o final deste livro e Cara Hunter não se consegue deixar de ler, seja pela construção da narrativa, seja pelas personagens cativantes e coerentes.
Este leva 5 estrelas por todas as reviravoltas e por me ter prendido do inicio ao fim sem parar.

Review in English

“In the dark”. Just the title itself hints at something dark and gloomy. In this second book of the Adam Fawley series we are completely absorbed by a story that could be taken as real anywhere in the world, in the house next door, inside our lives.
A young woman and a baby are found trapped in the basement of an old man’s Oxford home with serious mental health issues after the house next door undergoes renovations, and Thames Valley Police are called to the scene. Adam Fawley and his team try at all costs to understand how such a macabre atrocity could have happened such as a senile old man locking up, raping and impregnating a young girl in deplorable and inhumane conditions without anyone realizing it, including the social worker who followed and visited the house. After extensive investigations and fruitless interrogations of the elderly owner of the house, who vehemently denies everything, the young traumatized girl barely speaks and the poor child is deeply alienated and needy. Alex, Adam’s wife gains a huge affinity for the child and this brings some friction to their relationship.
In the midst of these events, Adam remembers that it was very close by that, about two years ago, a young mother, Hannah Gardiner, disappeared without a trace, leaving her young son abandoned and later found in a state of shock. The case was never solved, Hannah was always reported missing by her husband and family, until her body is found in the house of the same old man who kidnapped the young woman and kept her in captivity, later giving birth to a baby.
With these elements and without giving away spoilers, I can assure you that everything that it seems, it is not and that Adam Fawley is always right not to believe in coincidences. We will also witness some personal development situations of the main characters of the plots of this series that will change the course of several events and perhaps jeopardize all the ongoing investigations.
I simply LOVED the end of this book and cannot stop read all Cara Hunter books, either for the construction of the narrative, or for the captivating and coherent characters.
This one gets 5 stars for all the twists and turns and for having me hooked from start to finish without stopping.

A Autora:

Cara Hunter é autora dos thrillers bestsellers, do Sunday Times Perto de Casa, No Escuro, Sem Saída e Pura Raiva, protagonizados pelo inspetor-chefe Fawley e a sua equipa de inspetores de Oxford. Perto de Casa, o primeiro bestseller desta série, foi também um dos títulos escolhidos pelo Richard and Judy Club Book e pré-selecionado para “Policial do Ano” nos British Book Awards de 2019. Sem Saída foi selecionado pelo Sunday Times como um dos cem melhores romances policiais desde 1945. A série Inspetor Fawley já vendeu mais de um milhão de exemplares em todo o mundo, e os direitos para a adaptação televisiva foram adquiridos pelo grupo Fremantle.
Cara Hunter vive em Oxford, numa rua não muito diferente das que são descritas nos seus thrillers.

A Cara Hunter estará presente na Feira do Livro de Lisboa de 2022 no dia 27 de Agosto a partir das 17.00h para sessão de autógrafos.

Advertisement

Divulgação dos 2ºs volumes de Stray Dog de VanRah e de Cagaster de Kachou Hashimoto – Edições Asa

ISBN 9789892355047
Edição/Reimpressão 08-2022
Editor: Edições Asa
Idioma: Português
Páginas: 320
Banda Desenhada > Manga

SINOPSE
Toru encontrou por fim Aki, que deverá proteger a partir de agora. Mas a tarefa revela-se mais difícil do que o previsto: a filha de Senri detesta os Lycans e não faz tenção de deixar que um deles entre na sua vida com essa facilidade.

Todavia, quando uma vaga de assassínios, causados por um Lycan Alfa, se abate sobre Ishtar, o Bird lança o seu mais temível exorcista na pista do demónio assassino em série. Aki poderá mesmo precisar de um Karat que a defenda… e Toru de um aliado que acredite na sua inocência!

SOBRE O AUTOR

VanRah é autora de várias séries publicadas e figura entre os primeiros autores europeus a terem sido publicados no registo manga, tanto em França como internacionalmente, e isto com criações originais de sua autoria.
Autodidata, estreou-se na banda desenhada com a função de passar desenhos a tinta, atividade que então exercia paralelamente à sua profissão de osteoptata pediátrica. Decide depois prosseguir a sua carreira de autora a solo e acaba por optar pela manga, cujos códigos lhe permitem maior liberdade de expressão.
As suas histórias, inovadoras e dinâmicas, retratam personagens fortes e muito trabalhadas. A subtileza do seu desenho e a qualidade dos seus argumentos valeram-lhe, em 2016, o reconhecimento como um dos dez melhores talentos e promessas mundiais na área da manga pela revista japonesa Shonen Jump +. A sua série Stray Dog recebeu vários prémios em França e no estrangeiro, nomeadamente pela revista especializada Animeland (Prémio para a Melhor Manga Internacional 2015), e foi nomeada para os Japan Expo Awards em 2016 e 2018, na categoria Melhor Manga Internacional.
Embora francesa, VanRah goza de um estatuto de verdadeira estrela nos sites americanos Inkblazers e Deviantart, onde 283 000 páginas suas são vistas regularmente (930 000 em pico de audiência) por mais de 10 000 seguidores.
Está atualmente a trabalhar em MortiCian, uma prequela direta de Stray Dog, série que, por seu turno, foi considerada, novamente pela Animeland, a 3ª Melhor Manga Internacional de 2018.

LIVROS DA MESMA COLEÇÃO

Stray Dog N.º 1

——————————————————————————————————————–

ISBN 9789892354989
Edição/Reimpressão 08-2022
Editor: Edições Asa
Idioma: Português
Páginas: 224
Banda Desenhada > Manga

SINOPSE
Vários exterminadores foram assassinados e Kidow enfrenta, finalmente, o assassino em série que os matou. Mas, quando este último revela a sua verdadeira identidade, o choque é duro.

Um choque tanto mais duro quanto Ilie e o jovem rapaz são convocados para prestarem declarações em E-01…

Sobre o Autor

Kachou Hashimoto nasceu num dia 22 de fevereiro em Kanagawa, Japão, e manifestou desde cedo o desejo de vir a ser autora de manga, tendo decidido profissionalizar-se neste meio ainda durante a escola secundária.
Terminado o Secundário, inscreveu-se numa escola de desenho e mais tarde tornou-se assistente de Daisuke Higushi, autora da série de manga Whistle! Publica a sua primeira manga em janeiro de 2000, utilizando então o seu nome real, Aiko Nagayama. Seguem-se-lhe outras, que assina quer com esse nome quer com o pseudónimo Yasumi Nagayama.
A série Cagaster é publicada no seu site da internet sob o pseudónimo Hashimoto Chicken entre abril de 2005 e abril de 2013. Em 2012, as Éditions Glénat negoceiam com a autora, que até então recusava as ofertas dos editores japoneses, os direitos de publicação mundiais com exclusão do Japão. A versão francesa é publicada na coleção Glénat Manga em seis volumes, publicados entre 2014 e 2015 e assinados sob o pseudónimo Kachou Hashimoto. A série é depois finalmente publicada no Japão, pela Shoten, em 2016. Foi posteriormente adaptada para o formato Web anime, numa série de animação de 12 episódios com o título Cagaster of an Insect Cage. Produzida pelos estúdios Gonzo e realizada por Koichi Chigira, foi difundida pela Netflix em 2020. Em 2015, dá início à publicação de Arbos Anima no Monthly Comic Ryu, adotando igualmente o pseudónimo Kachou Hashimoto, cujos carateres em japonês tanto significam «flor» como «pássaro».

Do mesmo Autor:

Cagaster

Fim do século XXI: uma estranha doença, batizada «Cagaster», faz a sua aparição. Um em cada mil humanos é contaminado por este mal, que provoca a metamorfose dos infetados em monstruosos insetos antropófagos. Dois terços da humanidade são dizimados…

Ano 2125: Kidow, um exterminador com um passado misterioso, tenta levar de volta a jovem Ilie à sua mãe. Mas, para isso, tem de começar por encontrar esta última, e Ilie vai descobrir, na companhia de Kidow, um universo onde o cagaster está longe de ser o único perigo…

Uma série em seis volumes, integralmente produzidos pela artista por sua própria conta e risco, e publicados primeiro no site pessoal da autora, antes mesmo da sua publicação em livro, em França (e antes mesmo da sua publicação no Japão). Resultado: um argumento perfeitamente consistente que se liberta das restrições editoriais impostas pelo sistema de pré-publicação habitual no Japão! Resultado: um argumento perfeitamente consistente que se liberta das restrições editoriais impostas pelo sistema de pré-publicação habitual no Japão!

Autora Cara Hunter na Feira do Livro de Lisboa de 2022

Foi com uma enorme alegria que soube que a querida Cara Hunter iria cá estar na Feira do Livro de Lisboa, Stand da Porto Editora a par com o lançamento em Português do seu livro “Toda a verdade”. O livro sai no dia 25 de Agosto de 2022 e podem ter a oportunidade de o ter autografado e ainda conhecer uma das minhas autoras favoritas! Eu vou la estar presente carregadinha de livros , com a minha querida Vera Brandão (Blog Menina dos Policiais) e mal posso esperar (grata minha amiga!)

Ainda antes do evento publico as opiniões que me faltam aos livros já lidos e podem consultar aqui a opinião ao primeiro.

Encontramo-nos por lá?