Category Archives: Editora

[Opinião] O Vale dos Malmequeres – de M. Lacroix – Chiado Editora

Chegou-nos ao correio esta surpresa por parte da Chiado Editora a quem agradecemos por se terem lembrado de nós, ainda meio incrédulos por termos sido agraciados com esta gentileza tratámos logo de ler a sinopse que nos deixou com curiosidade e vontade de pegar no livro. Por aqui consideramos um romance de história alternativa.

 

Autor: M. Lacroix
Data de publicação: Maio de 2017
Número de páginas: 436
ISBN: 978-989-774-199-9
Colecção: Viagens na Ficção
Género: Ficção

Sinopse:

Tal como uma árvore sem raízes não vinga, assim uma causa sem líder é inútil. Os jovens dos anos sessenta e princípios dos anos setenta foram obrigados a suportar sacrifícios incomensuráveis numa guerra colonial que os viria a marcar para toda a vida. A união que prevalecia entre eles quando regressaram à pátria, nunca surgiu com força capaz de fazer valer suas aspirações que não eram mais que o reconhecimento do martírio que haviam suportado. Faltou-lhes um líder. Alguém que unisse os elos da corrente tornando-a inconcussa. Alguém que abraçasse todos aqueles que numa desesperação aflitiva deixaram de acreditar na esperança, na vida. Este livro não fala sobre a guerra, antes descreve como teria sido tudo diferente se esse líder tivesse surgido. O romance além de espelhar uma multiplicidade de sentimentos conduz-nos a um mundo de esperança ainda que cientes das desgraças que possam advir.

O sonho necessita de dois ingredientes essenciais: vontade e determinação.

——————————————————–

Infelizmente sabemos pouco sobre o autor que julgamos ser um pseudónimo, tentaremos descobrir um pouco mais sobre o mesmo e descobrir de onde lhe veio a inspiração para esta obra.

Sendo o Gustavo ex-Militar dos tempos modernos mas interessado na História global, a primeira leitura ficou a cargo dele cuja a opinião damos a conhecer.

 

Opinião:

Com uma grande curiosidade para pegar nesta obra, fiz dela presença na minha mesa de cabeceira para aqueles finais de dia em que estamos cansados mas sem sono e sem paciência para futebois ou novelas.

Apesar de ter um tamanho considerável o livro é de uma leitura ligeira e agradável com um bom tamanho de letra que não cansa a vista, ressalva-se aqui e acolá alguns erros de formatação e parágrafos com espaçamento extra ou desenquadrado.

No inicio acompanhamos um ex-combatente a tentar localizar o grupo dos seus camaradas para realizar um convívio de reencontro passadas décadas desde a ultima vez que se viram.

Este grupo irá tornar-se no núcleo duro do enredo, iremos conhecer um pouco de cada membro que retrata milhares de ex-combatentes e como foi o desenrolar das suas vidas até aos nossos dias, o próprio grupo vai tentar unir-se para tentar ajudar todas as famílias da sua geração que de uma forma ou outra sentiram na pele as dificuldades do regresso dos veteranos de guerra.

Ao contrário de muitos livros que falam sobre a guerra do Ultramar e os ex-combatentes focando-se nos horrores vividos e sofridos ou analisando as causas e consequências desse mal este livro desde cedo é diferente no tom e no foco, apesar de não retratar por completo nem dar muito tempo de antena aos tempos da guerra, essa “nuvem” paira por cima dos personagens mas ao contrario do esperado, em vez de ter a carga negativa habitual, é a causa motivadora de todo o esforço e o suporte para o objectivo final, o bem estar da “família” de ex-combatentes, todo o livro se pauta por uma temática positiva, quase utópica, mas de uma forma tão coesa e verosímil que nos dá vontade de ir à procura deste grupo, arregaçar as mangas e ajudá-los nesta tarefa hercúlea.

Há momentos marcantes no livro, quer pelos detalhes deliciosos ou em contraponto pelo impacto que causa quer no leitor quer no próprio desenrolar do enredo.

Em poucas noites despachei a leitura tendo ficado com uma sensação “e se”… posso parecer parcial mas efectivamente a leitura deste livro faz-nos voltar a questionar certos valores que a sociedade tem como adquiridos mas que nos tempos que correm parecem ter sido corrompidos, alterados, perdidos… Fica a ideia de que o quadro que o livro propõe é bastante plausível e concretizavél mas acabando por concordar com a sinopse, falta um líder.

Aconselho vivamente a leitura desta obra e talvez um debate aberto não restrito aos ex-combatentes mas aberto a todos os ex-militares e à sociedade em geral.

Para mais informações sobre o livro podem consultar a página da Editora Chiado aqui onde está disponível quer para encomenda quer em eBook.

Mónica & Gustavo Mil-Homens

A Célula Adormecida – Nuno Nepomuceno – TopBooks

14484746_351433341861300_6829545023753246072_n

Editora: Topbooks, 2016.
Género: Thriller psicológico.
Páginas: 592.
Capa mole.

Livro em PRÉ-VENDA, disponível em qualquer livraria a partir do dia 26 de outubro

«Assim queira Deus, o Califado foi estabelecido e iremos invadir-vos como vocês nos invadiram. Iremos capturar as vossas mulheres como vocês capturaram as nossas mulheres. Vamos deixar os vossos filhos órfãos como vocês deixaram órfãos os nossos filhos.»

Daesh, o autoproclamado Estado |slâmico, 2014.

Em plena noite eleitoral, o novo primeiro-ministro português é encontrado morto. Ao mesmo tempo, em Istambul, na Turquia, uma jornalista vive uma experiência transcendente. E em Lisboa, o pânico instala-se quando um autocarro é feito refém no centro da cidade. O autoproclamado Estado Islâmico reivindica o ataque e mostra toda a sua força com uma mensagem arrepiante.

O país desperta para o terror e o medo cresce na sociedade. Um grande evento de dimensão mundial aproxima-se e há claros indícios de que uma célula terrorista se encontra entre nós. Todas as pistas são importantes para o SIS, sobretudo quando Afonso Catalão, um reputado especialista em Ciência Política e Estudos Orientais, é implicado.

De antecedentes obscuros, o professor vê-se subitamente envolvido numa estranha sucessão de acontecimentos. E eis que uma modesta família muçulmana refugiada em Portugal surge em cena.

A luta contra o tempo começa e a Afonso só é dada uma hipótese para se ilibar: confrontar o passado e reviver o amor por uma mulher que já antes o conduziu ao limiar da própria destruição.Com uma escrita elegante e o seu já tão característico estilo intimista e sofisticado, inspirado em acontecimentos verídicos, Nuno Nepomuceno dá-nos a conhecer A Célula Adormecida. Passado durante os 30 dias do Ramadão, este é um romance contemporâneo, onde ficção e realidade se confundem num estranho mundo novo e aterrador que a todos nós nos perturba. Um thriller psicológico de leitura compulsiva, inquietante, negro e inquestionavelmente atual.

É com algum atraso mas enorme alegria que escrevo este post. Mesmo estando um pouco afastados das leituras, esta é daquelas notícias que nos deixa com o bicho formigueiro e com um enorme sentimento de alegria por ter oportunidade de ler novamente algo escrito por um dos melhores escritores portugueses desta geração, Nuno Nepomuceno.

Nuno Nepomuceno, escritor da aclamada Trilogia Freelancer (com opinião aqui, aqui e aqui) consegue deixar o leitor completamente agarrado, entusiasmado e a ansiar por mais em qualquer um dos seus livros. O empenho, a qualidade de escrita e o sentirmos que parte de si mesmo está em cada linha faz do Nuno único, assim como à sua obra.

Podia continuar, mas cabe-nos a nós como leitores dizer-vos que apoiem os escritores portugueses e acima de tudo quebrem preconceitos. O Nuno Nepomuceno é o melhor autor do género Thriller/Espionagem português e está ao mesmo nível de muitos nomes conhecidos vossos internacionais.

Estou desejosa de o ter e quebrar as minhas férias sabáticas das leituras 🙂

Nuno, obrigado por teres ouvido os teus fãs!

Podem saber mais no website oficial do Nuno aqui e acompanhar o seu Blogue com todas as novidades sobre este seu novo projecto! Reservem já também o vosso exemplar!

Mónica Mil-Homens

 

Lançamento do pequeno livro “Os Contos Inéditos de Dog Mendonça & Pizzaboy”, de Filipe Melo – Edições Tinta-da-China.

12936617_999956370050314_3632880901098532621_n

12656198_10153830272563116_860107683_o

Olá a todos! Queremos começar por dizer que ontem foi um dia fantástico! Tivemos oportunidade em 1ª mão de assistir ao Lançamento de “Os Contos Inéditos de Dog Mendonça & Pizzaboy” de Filipe Melo. E foi um lançamento diferente de todos os outros que já fomos, justamente pela (e boa) vontade do autor e todos os presentes.

Com apresentação do Senhor (com S bem grande) Nuno Markl, fomos todos deixados completamente sorridentes, bem dispostos e com uma empatia fantástica por todos os envolvidos.

Em primeiro lugar falou a representante das Edições da Tinta-da-China, dando pequenas introduções ao extraordinário Mundo de Dog Mendonça & Pizzaboy que já conta, agora, com 4 volumes editados e o Videojogo para Computador. Ficámos a saber que nem sempre se acreditou que este enorme projecto do Filipe fosse realmente triunfar, mas com uma sala mais que cheia para o receber, julgamos que contra evidências não existe discussão.

Nuno Markl, teve a “difícil” tarefa de falar da obra e do autor, que conhece há largos anos e com quem tem trabalho em comum e reinou sempre o carinho e respeito que o Nuno nutre pelo Filipe. E quando isso se sente na audiência é realmente bom e reconfortante.

Seguiram-se as palavras do Filipe, com o qual ficámos ainda melhor impressionados do que já éramos (o Gustavo já havia entrado em contacto com o mesmo há cerca de uma década, para questões relacionados com a Simetria e eu sou fã do Filipe e do trabalho dele há largos anos também) e honestamente o Filipe é uma pessoa tão genuína e especial que torna-se dificil falar sobre ele. É dificil falar de alguém que em tudo o que faz é puramente genuíno e de uma tamanha genialidade difícil de comparar. Estamos a falar de alguém que ficou para autografar de forma pessoal cada um dos seus livros, como ainda conversar descontraidamente com os seus leitores e fãs. E isso, tem um valor “Priceless”.

FILIPE MELO

Houve muitas surpresas, como ofertas aos leitores/fãs através de uns Quiz Surpresa (que por aqui não se acertou nada ahahahahaha) e ainda um Leilão de Pranchas originais dos livros a favor do CPR (Conselho Português para os Refugiados). Cada leitor que pediu os seus livros autografados também pode escolher um Poster alusivo aos livros e pôde contar com a simpatia de todos os envolvidos.

IMG-20160409-WA0006

Obrigado Filipe, és assim ENORME e mesmo que tenhas demorado com os autógrafos, e toda a gente teve que esperar um bom bocado para estar contigo, valeu muito muito a pena. Certamente nos voltaremos a ver em breve!

IMG_20160410_172941IMG_20160410_172756

Pedimos desde já desculpa pela qualidade das fotos, mas foi o que se conseguiu arranjar com os telemóveis 🙂

Para mais informações sobre os livros, podem consultar aqui ou aqui.

Mónica & Gustavo Mil-Homens

[Passatempo Literatura Infantil] – Clara, a menina das cores de Hélder Reis – Chiado Editora

Bom dia a todos.

Apesar da nossa ausência, saibam que estamos aqui! A vida por vezes é agitada e os dias são curtos para tanta e tanta coisa! Por isso, e a pensar nos mais novos, trazemos com a parceria da Chiado Editora,

clara

e como não queremos complicar, para participarem basta apenas que enviem um email para biblioteca.mil.gm@gmail.com com o Assunto [Passatempo Literatura Infantil] – Clara, a menina das cores de Hélder Reis – Chiado Editora, e com os vossos dados pessoais (nome, email e morada para envio). Podem participar uma vez por dia! Se desejarem ser nossos seguidores agradecemos!

Mais dados sobre o livrinho aqui .

Boa sorte a todos! O Passatempo vai durar até 30-04-2016 às 23.59h.

chiado

Resultado Passatempo de Aniversário – 2 Anos] – Uma Chama Entre as Cinzas de Sabaa Tahir – Editorial Presença

Boa tarde a todos! Sem mais demoras (que já foi alguma), e com 145 participações quem vai levar o livrinho para casa é:

2 aniversario_precenca_livro

66 – Dália Antunes

 

Parabéns!! Em breve receberá o seu exemplar em casa! Obrigado a todos pela participação!

Mónica & Gustavo Mil

 

[Passatempo de Aniversário – 2 Anos] – Uma Chama Entre as Cinzas de Sabaa Tahir – Editorial Presença

Olá a todos!!! É já no dia 9 DE MARÇO que fazemos 2 aninhos!!! Sim e tudo graças a vocês! A Editorial Presença, não quis ficar de fora das celebrações e em parceria com eles vamos então sortear por vós este miminho!

01220132_Chama_Entre_Cinzas

Sinopse:

Elias pertence aos Ilustres, as famílias da elite do Império. Desde os seis anos que treina na Academia Militar de Blackcliff para se tornar um dos soldados mais implacáveis ao serviço dos Marciais.
Laia pertence aos Eruditos, um povo oprimido pelo jugo firme dos Marciais. Quando o seu irmão é preso e acusado de traição, Laia procura a ajuda da Resistência. Em troca, tem de se infiltrar como escrava em Blackcliff.
Quando se conhecem, Elias e Laia percebem que as suas vidas estão interligadas — e que as escolhas de ambos podem mudar o destino do Império.

Sabaa Tahir cresceu no deserto de Mojave, na Califórnia. Devorava romances fantásticos, os livros de banda desenhada do irmão, e tocava guitarra. Começou a escrever Uma Chama entre as Cinzas enquanto trabalhava à noite na redação de um jornal. Atualmente vive em São Francisco com a família. Uma Chama entre as Cinzas integrou as listas de bestsellers do New York Times e USA Today, encontra-se vendido para 30 países e os direitos cinematográficos foram adquiridos pela Paramount.

Para se habilitar a este exemplar, basta que sigam os seguintes passos:

1 – Seguir o blog Biblioteca Mil e a Editorial Presença no Facebook.
2 – Partilhar este Post no Facebook (uma partilha por cada participação que fizerem). Não é obrigatório mas todas as partilhas e divulgação que nos fizerem é muito Bem-Vinda 🙂
3 – Podem participar uma vez por dia.
5 – Passatempo para Portugal Continental e Ilhas.
6 – O envio fica a cargo da Editora, não nos responsabilizamos por extravios/e ou qualquer tipo de situação com o envio do livro.

Basta enviarem um email para biblioteca.mil.gm@gmail.com com os dados acima pedidos e no assunto do email constar “ [Passatempo de Aniversário – 2 Anos] – Uma Chama Entre as Cinzas de Sabaa Tahir – Editorial Presença e ainda nome, email, partilha no facebook, nome de seguidor e morada para envio dos livros . O Passatempo termina às 23:59 do dia 15 de Março.

Será sorteado o vencedor através de Random.org nas participações válidas. Boa sorte a todos!

Mónica & Gustavo Mil-Homens

[Novidade Jacarandá] – Comer. Nutrir. Brilhar de Amelia Freer

comunicado COMER NUTRIR BRILHAR-page-001

[Passatempo] O Filho Dourado – Alvorada Vermelha 2 – Pierce Brown – Editorial Presença

01220131_Filho_Dourado

Logo_2_web

Hoje temos um passatempo com a parceria da sempre querida Editorial Presença. Para se habilitarem a ganhar um exemplar deste livro, apenas têm que:

1 – Seguir o blog Biblioteca Mil e a Editorial Presença no Facebook.
2 – Partilhar este Post no Facebook (uma partilha por cada participação que fizerem).
3 – Responderem às seguintes questões:

a) Como se chama o protagonista desta trilogia?
b) Como foi considerado pelo Goodreads O Filho Dourado, o segundo livro da trilogia Alvorada Vermelha?
(Podem encontrar as respostas a estas perguntas aqui )

4– Podem participar apenas uma vez por dia.
5 – Passatempo para Portugal Continental e Ilhas.
6 – O envio fica a cargo da Editora, não nos responsabilizamos por extravios/e ou qualquer tipo de situação com o envio do livro.

Basta enviarem um email para biblioteca.mil.gm@gmail.com com os dados acima pedidos e no assunto do email constar “ [Passatempo] O Filho Dourado – Alvorada Vermelha 2 – Pierce Brown – Editorial Presença” e ainda nome, email, partilha no facebook, respostas às perguntas, nome de seguidor e morada para envio dos livros . O Passatempo termina às 23:59 do dia 28 de Fevereiro.

Será sorteado o vencedor através de Random.org nas participações válidas. Boa sorte a todos!

Mónica & Gustavo Mil

[Novidade Editorial Presença] – O Filho Dourado – Alvorada Vermelha 2 – Pierce Brown

01220131_Filho_Dourado

Logo_2_web

Título Original: Golden Son
Tradução: Miguel Romeira
Páginas: 480
Coleção: Via Láctea Nº 131
PREÇO SEM IVA: 18,82€ / PREÇO COM IVA: 19,95€
ISBN: 978-972-23-5765-4
Código de Barras: 9789722357654

Data de Publicação: 17 Fevereiro 2016

«MELHOR LIVRO DE FICÇÃO CIENTÍFICA DE 2015»
GOODREADS

• Bestseller do New York Times
• Segundo livro da trilogia Red Rising
• 4.7 estrelas na amazon.com
• 4.5 estrelas no Goodreads
• Direitos cinematográficos adquiridos pela Universal Pictures
• O primeiro livro da trilogia, Alvorada Vermelha, será adaptado para o cinema por Marc Forster

Sinopse:

Nascido Vermelho, Darrow trabalhava nas minas de Marte, suportando a dureza do trabalho enquanto sonhava com um mundo mais justo, uma sociedade livre da intriga e dos jogos de poder. Os Dourados, que escravizam e oprimem os restantes, só podem ser derrotados por uma rebelião das castas. Mas para que tal aconteça foi necessário que Darrow se tornasse num Dourado e, uma vez infiltrado, promovesse a revolta. Neste tão esperado segundo volume da trilogia Alvorada Vermelha, Darrow, agora um Dourado, vê-se confrontado com novos desafios. O seu sucesso atrai inimigos terríveis que usam a intriga e a política como arma. Porém, Darrow está determinado a defender o amor e a justiça, ideais seguidos por Eo, apesar de se saber rodeado por adversários sem escrúpulos que pretendem eliminá-lo.

Pierce Brown é um jovem escritor norte-americano formado em Economia e Ciências Políticas. O Filho Dourado, o segundo livro da trilogia Alvorada Vermelha, foi considerado pelo Goodreads o melhor livro de 2015 na categoria de Ficção Científica e encontra-se entre os mais vendidos do New York Times. Os direitos de Alvorada Vermelha foram vendidos para mais de vinte países e o primeiro volume da trilogia será adaptado ao cinema.

Mais sobre o autor em: www.pierce-brown.com

GÉNERO: Ficção e Literatura / Romance Fantástico.

PÚBLICO-ALVO: Jovem Adulto.

CITAÇÕES:

«Empolgante. Tanto o autor como a personagem principal elevam a fasquia emocional.»
Entertainment Weekly

«Absorvente. É inevitável comparar com Os Jogos da Fome e A Guerra dos Tronos.»
Kirkus Reviews

«Pierce Brown escreveu uma obra literária única e inesquecível.»
The Huffington Post

Para mais informações, consultar o website da Editorial Presença aqui.

Em breve teremos passatempo com oferta de um exemplar deste livro em parceria com a Editorial Presença 🙂

[Opinião] A Alvorada dos Deuses, Filipe Faria – Editorial Presença

Hoje trago-vos o ultimo livro do Filipe Faria autor da saga Crónicas de Allaryia também pela Presença.

 

 

filipe faria

Coleção: Via Láctea
Nº na Coleção: 129
Data 1ª Edição: 19/11/2015
Nº de Edição:
ISBN: 978-972-23-5706-7
Nº de Páginas: 176
SINOPSE:
No inverno de 1477, Berardo de Varatojo, padre franciscano estigmatizado, viaja para a distante Thule (Islândia) em busca de respostas para a sua crise de fé. Contudo, acaba raptado por desconhecidos antes de as conseguir encontrar. Os seus captores afirmam ser deuses, os sete destinados a sobreviver a um Crepúsculo dos Deuses de que nunca ouvira falar.
Aqueles que Berardo toma por feiticeiros pagãos confessam-se numa encruzilhada, culpando o Deus cristão pelo seu dilema. Segundo eles, o franciscano é precisamente a chave para a sua salvação, embora ele não consiga sequer conceber como.
Porém, essa é a menor das preocupações de Berardo, que se vê constantemente atormentado por visões e pesadelos de uma era antiga… E os seus captores não foram os únicos sobreviventes do Crepúsculo dos Deuses.
Um mal antigo persegue-os até às entranhas fogosas de Thule, onde deuses e crenças se confrontarão. E, onde Berardo terá de pôr cobro a uma disciplina imemorial, com o destino da própria Humanidade em jogo.
OPINIÃO:
Antes de mais um agradecimento à Presença por nos ter facultado o livro, em segundo um pedido de desculpas ao Filipe Faria pois não levei três horas a “despachar” esta obra mas prometo que retornarei a ela em momentos futuros para novas leituras.
Por forma a enquadrar historicamente a época retratada e reforçar o excelente trabalho do autor faço aqui uma breve introdução ao período em que esta narrativa decorre.
1477 faz parte do ultimo quartel do Séc. XV no final da época medieval (ou Idade Média) numa altura em que se assiste a uma grande expansão do Cristianismo para fora das antigas fronteiras do grande Império Romano e o choque de culturas que dai adveio. De relembrar que o Norte da Europa e a zona Escandinava mal sofreram influências directas do Império Romano, pelo contrário, o Império é que foi sendo alvo de influências oriundas dos povos “germanos” que chegaram ao ponto de serem escolhidos para a guarda pessoal do Imperador e posteriormente através de invasão terem levado à queda do Império. Assim é natural que a cultura nórdica tenha perdurado e resistido além da Romanização, no entanto com tantos elementos Germanos incorporados no Império e a posterior cristianização dos diversos povos de origem Nórdica que se expandiram por toda a Europa chegando mesmo ao nosso canto à beira mar plantado. Chamo também a atenção que para o Homem Medieval todas a figuras mitológicas como Manticoras, Hipogrifos, Leviatãs e Unicórnios existiam e São Jorge matou efectivamente um Dragão em defesa de uma princesa. Assim toda a mitologia nórdica era considerada pagã e atemorizava o mais comum dos mortais razão pela qual muitos homens de fé faziam seu objectivo de vida levar a palavra de Deus aos mais recônditos e selvagens cantos da terra criando para isso verdadeiros bastiões do Cristianismo.
É em plena viagem com destino a um destes bastiões que vamos encontrar Berardo de Varatojo emerso em questões que põe em causa a sua fé para as quais procura respostas que estariam assentes numa cópia de um documento guardado na longínqua Thule. Berardo consegue chegar ao seu destino e inicia os seus estudos, paralelamente é acometido por uns sonhos/visões sobre uma realidade diferente daquilo que conhece e que provocam um agudizar dos seus estigmas.
Porem os seus pacatos dias de estudo são interrompidos e Berardo vê-se envolvido com um grupo de estranhos feiticeiros pagãos que culpam o Deus cristão por ter roubado os seus fieis e os ter lançado num limbo para o qual Berardo será a chave, inicia-se assim uma nova viagem onde é sempre confrontado com inverdades religiosas e uma suposta realidade sem nexo. Falam-lhe dos salões de Valhalla aos quais não podem aceder, do Ragnarok que é nada mais nada menos que o equivalente ao Armagedão  Cristão.
Nesta obra o autor retrata-nos a mitológica Asgard após o embate com o Cristianismo que se apoderou de lugares chave fechando assim as portas aos deuses de Asgard.
Adorei a obra que de certa forma me fez lembrar outras duas sagas interessantes que roçam de formas diferentes várias figuras da mitologia bem como o choque de culturas e as suas consequências, O Códice de Merlin de Robert Holdstock e as incontornáveis Brumas de Avalon de Marion Zimmer Bradley. Com uma prosa gráfica (ou não tivesse sido originalmente um guião de BD) e directa que nos leva a reanalisar a Cristianização do mundo conhecido de uma forma romanceada mas ao mesmo tempo bem vivida quase real.
Dei cinco estrelas no Goodreads e mantenho a classificação, pode ter demorado a ver a luz do dia, mas julgo que valeu a pena o esforço, parabéns Filipe.
Para mais informações sobre o livro podem consultar a página da Presença.
Um abraço a todos e boas leituras
Gustavo